Durante muito tempo, conversamos sobre nossas idéias, nossas necessidades e sentimentos em relação aos caminhos que tomam o neopaganismo nacional. Com o passar do tempo e o amadurecimento, resolvemos que era hora de juntar mais de nós. A Idéia do Blog Tribos de Gaia é unir várias correntes do Neopaganismo brasileiro com o único objetivo de preservar a diversidade e garantir a liberdade de expressão dos nossos convidados.

sexta-feira, novembro 14, 2008

Dionísio: O Senhor da Dança


É inquestionável, os relatos e a grande multiplicidade de fontes confirmam que em varias regiões do mundo grego e posteriormente no mundo romanos, as orgias (por favor, não leiam isto com o sentido atual) Dionisíacas ocorriam com regularidade bienal, como o ciclo do deus. As orgias não eram associadas como hoje à diversão, mas sim como participar de um rito religioso, ou ter uma experiência religiosa ou ainda a comunhão com o Deus. Os festivais das Tíades, também chamadas de Bacantes ou Mênades, segundo Diodoro, ocorriam em várias partes da Grécia a cada dois anos. E era permitido que mulheres solteiras empunhassem o Tirso e compartilhar o êxtase com as mais velhas, o que retira o cunho sexual do evento. Estes festivais aconteciam em Tebas, Opus, Melos, Pérgamo, Priene e Rodes, além de atestadas por relatos de Pausânidas em Aléia na Arcádia, por Aeliano em Mitilene, e por Firmicus Maternus em Creta.

Com tal recorrência de relatos fica difícil acreditar que não passavam de lendas, como muitos afirmaram. Diodoro as descrevia como uma dança feminina que ocorria no alto das montanhas durante o inverno, o que é confirmado por Plutarco, que relata ocorrências no monte Parnaso em Delfos, alem de outros lugares “a sacerdotisa de Dionísio em Mileto ainda conduzia as mulheres à montanha em tempos helenísticos tardios”.

Leia o texto completo em: http://www.tribosdegaia.org/gwydyondrake/drake27.html


quarta-feira, dezembro 12, 2007

Oi Pessoal,

Mais atualização para vocês terminarem o ano com a cabeça cheia de idéias!

Gwydyon Drake - O Nascimento de Teleté
"Pouco se importava com os perfumes, preferindo as águas geladas que vertiam das correntes cristalinas que desciam pelos montes. O lar desta garota era as desertas encostas, os inacessíveis cumes ..."

Hermínio Portella - Hécate em minha vida - Parte III
"Fui ao oráculo, já que os médicos não sabiam diagnosticar o que a menina tinha. A Rafaela também é minha afilhada. Uma só com uma febre que ninguém descobria. Sintoma de tudo: de hepatite, até de câncer..."

Inês Raven - A Língua das Velas
"Dentre as várias coisas que a Benedicaria traz, uma bem curiosa é a Lingua delle Candelle, a Linguagem das Velas. É uma maneira de saber se o seu pedido foi ouvido pela divindade... "

Luciana Onofre - Eles e nós
"Somos o que somos por escolha, não por imposição; decidimos adentrar e aventurar-nos pelos caminhos desconhecidos do Paganismo por que sentimos esse desejo, porque esses mitos, essas Deidades..."

Sarasvati - A Força Criadora
"A substância da criação não é Shiva nem Shakti, mas sim a centelha que jorra entre eles, a atração (râga), o gozo (ânanda), o prazer (kâma), o amor. A união sexual de duas energias opostas é a própria criação do universo. O gozo é a matéria do mundo, é o que nos aproxima dos deuses."

Trio - Nêmesis, a guardiã da ordem cósmica
"Com isso tudo Nêmesis representa a força encarregada de abater toda a Hybris ou como queiram 'Desmesura'. Pessoas insanas que se encaixam no perfil da loucura, deixava claro aos homens, que devido a sua condição, não poderiam ser excessivamente afortunados."

Tuga - Suar, verbo transitivo
"No colo da sálvia branca, do capim doce, do cedro e sob o manto de canções encantadas, nossas crenças afloram e se fortalecem. "

Já sabem: LEIAM, DIVULGUEM e COMENTEM!!!

domingo, novembro 11, 2007

3ª Atualização de Novembro

Cassia – A perfeita vida pagã.

Gwydyon Drake – A Linhagem de Odysseus.

E a estréia de mais uma colunista, Eleine Christy
Com o artigo – Vamos fazer um pouco de magia.

Leiam, comentem e divulguem

terça-feira, novembro 06, 2007

Il vortice dell anima


É no vórtice da alma que a contagem se reinicia.
Nas idas das trilhas, a poeira se acumula.
Àquela que meus passos guia, minhas honras e devoção.
Agora, e como era no início.
Sempre.
Aos que são do Norte, feliz Roda nova.
Aos que são do Sul, feliz fogo de Bel.
A.S.
Évora

segunda-feira, novembro 05, 2007

2ª atualização de novembro

Atualizaram as suas colunas:
Althea – O amor e o medo
Gian – Falta de Aprendizado Ciclica
Leo Chioda – Louco Mestre
Liberia – Corpo, um território sagrado
Luciana – O feminino, vida e religiosidade
Sarasvati – O dançarino
Trio – Mudanças
E a estréia da Iony uma nova colunista com o texto – Aos iniciantes

quarta-feira, outubro 31, 2007

Halloween, ARGH! BLEGS!

Legal, é gostoso, é brincadeira, mas não vale a pena ler as merdas que postam na rede este dia e as coisas que aparecem na midia.

Parece que temos o Dia das Bruxas um novo Primeiro de Abril qualquer bobagem vale, qualquer mentira pode ser contada. Mas o pior de tudo são os que se levam a sério e tentam justificar históricamente a dada, mesmo na Wikipedia encontramos joias como esta:

"A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração."

Se lembrarmos que nesta época a Galia foi tomada por bárbaros germânicos como Godos, Visigodos e Francos e a Inglaterra por Saxões e a Irlanda havia sido convertida ao cristianismo por S. Patrício no ano 400 eu gostaria de saber que celtas habitavam estes lugares entre os anos 600 e 800?

Fora a tentativa de explicar a origem do nome, que misturam raízes saxãs e dizem que é gaélico.

Também tem os textinhos que recebemos por e-mail, falando das maravilhas desta noite.

Gente... vamos brincar de bruxos almas do outro mundo... vamos comprar mascaras e usar fantasias, mas por favor, vamos manter a sanidade!!!!!!

terça-feira, outubro 30, 2007

Primeira atualização de Novembro

Seis novas colunas para vocês...
Arieni: Pesar se faço ou não bruxarias
Crocodilo Negro: como cães famintos
Hermínio Portella: Hécate em minha vida - parte II
Inês: Bruxaria Italiana - diferentes conceitos e praticas
Melissa Mell: Aromaterapia, Beltane e Samhein
Pietra: Legitimidade da pratica.
leiam, comentem e divulguem...
Na próxima atualização mais duas novas colunistas